19 3236-0111

Como fazer seu exame chegar ao Multipat

ENTREGA DOS EXAMES NO LABORATÓRIO PELO PACIENTE OU RESPONSÁVEL

Os médicos do Multipat não fazem nenhum tipo de procedimento para coleta de material para análise (biopsias, citologia, punções). No entanto, os diversos tipos de material (biópsias, peças cirúrgicas, líquidos, etc.) podem ser encaminhados de clínicas ou hospitais de qualquer local para o Multipat, seja pessoalmente (paciente ou preposto entrega diretamente no Multipat), via mensageiro do Multipat, que busca o material na clínica ou consultório (entrar em contato com nossa recepção para averiguar disponibilidades: clique SERVIÇO BUSCA E LEVA), ou mesmo via correio (Sedex ou com recibo de recepção). Se o seu material for enviado via correio (VIDE ABAIXO), pedimos que coloque, juntamente com a carta de solicitação do exame do seu médico, um endereço de e-mail para que o laudo seja encaminhado e o consentimento informado (clique TERMO DE CONSENTIMENTO INFORMADO).

INSTRUÇÕES PARA ENVIO DO MATERIAL PELO CORREIO:

1. ENDEREÇAR: AO LABORATÓRIO MULTIPAT Praça Mauá, 58, CEP 13020-220 – Campinas, SP (colocar endereço completo do remetente)
2. Colocar o frasco com o material do paciente bem acondicionado na caixa do correio (VIDE ABAIXO), com espuma, isopor ou outro material para preencher a caixa e evitar que o frasco fique solto na caixa.
3. Colocar a requisição médica com todas as informações necessárias ao patologista (VIDE ABAIXO).

COMO PREENCHER AS REQUISIÇÃO DE EXAMES

A requisição dos exames deve conter alguns dados mínimos, para evitar atrasos ou diagnósticos inadequados. Estes dados devem ser escritos de forma clara e legível:
• Identificação do paciente, com nome, número de registro hospitalar (se for o caso), sexo, idade, data de nascimento, etnia, bem como outros dados que possam ser relevantes para o diagnóstico.
• Identificação do material, data e sítio anatômico de sua coleta: referir o exato tipo e sítio de coleta do material. Se houver mais do que um local, identificar os frascos e referir a que local exato corresponde cada frasco. Se for feita retirada de peça cirúrgica, o solicitante poderá desenhar esquematicamente a mesma, marcando, por exemplo, com um ponto cirúrgico a margem que deseja ver analisada em particular (este procedimento é mais utilizado quando se avaliam margens de neoplasias ou quando a peça não permite identificar a posição anatômica, como um fuso de pele).
• Hipóteses clínicas e dados de exames anteriores que possam ser úteis no diagnóstico do patologista como dados de hemograma, exames de imagens e outros que se fizerem pertinentes. Para exames hematológicos, há formulário específico a ser preenchido (LINK PARA REQUISIÇÃO HEMATOPATOLOGICA NA PAGINA INICIAL)
• Identificação e telefone(s) do médico solicitante, para que o patologista possa facilmente localizá-lo, se necessitar de dados complementares, discutir os diagnósticos diferenciais, etc.

COMO ACONDICIONAR AS AMOSTRAS DOS PACIENTES

As amostras dos pacientes devem ser acondicionadas em frascos de tamanhos proporcionais ao volume de cada amostra. Peças pequenas devem ser acondicionadas em frascos pequenos e peças cirúrgicas, em sacos plásticos grandes, fortes e bem vedados. A quantidade de fixador (geralmente formalina tamponada a 10%, que pode ser fornecida pelo laboratório, mediante demanda) deve ser pelo menos 10x maior que o volume da peça (veja o material educativo “Artefatos pre -analíticos nos processamentos anatomopatológicos: importância do uso adequado de fixadores”). Se o material a ser enviado for bloco (ou blocos) de parafina para revisão ou estudo imunoistoquímico, o mesmo deve ser colocado em uma caixinha bem vedada e acondicionado na caixa do correio conforme descrito acima. Não esquecer de identificar bem os frascos e de vedá-los bem (veja imagens A, B e C). Na identificação do frasco deve aparecer o nome e data de nascimento do paciente (dupla identificação), bem como o material (topografia) com lateralidade adequada (por exemplo, mama direita/ mama esquerda). Depois de bem identificados e vedados, deve-se acondicionar os frascos menores em sacos transparentes, os quais devem ser igualmente bem vedados para evitar vazamentos durante o transporte (veja imagens D, E, F). Estas instruções são válidas para envio de blocos, lâminas para revisão e preparados para citologia.

A

B

A: frasco para coleta universal, que pode acondicionar, por exemplo, lipomas, linfonodos e nódulos mamários pequenos. Não esquecer de preencher os dados de identificação e vedar a tampa, após rosqueada, com esparadrapo. B e C: frascos menores para biopsias pequenas, por exemplo, endoscópicas e de agulha, com identificação dupla (nome e data de nascimento do paciente), topografia com lateralidade.
ATENÇÃO: o preenchimento das etiquetas aderidas nos frascos deve ser feito a lápis (grafite preto número 2) ou com lapiseira (grafite 1B ou 2B). Este cuidado evitará o descolorimento das informações, caso haja vazamento de formalina sobre a etiqueta.

C

D

D e E: após identificar e vedar cada frasco com esparadrapo, colocar o frasco (ou frascos) de cada paciente em um saquinho plástico, identificá-lo e vedá-lo. Com isto, aumenta a segurança de integridade da amostra.

E

F

F: peças maiores devem ser colocadas em sacos especiais (fortes) com abundante quantidade de formalina tamponada 10%, identificados e lacrados com esparadrapo. Se houve necessidade, pode-se utilizar mais um saco externo vedado, para aumentar a segurança da amostra durante o transporte.



PROTOCOLO PARA RECEBIMENTO DO RESULTADO

Assim que você deixar seu material no Multipat, receberá um protocolo. É com ele que você, ou um preposto seu com um documento que identifique o grau de parentesco, irá retirar o seu laudo.

PERDA DO PROTOCOLO

Caso você tenha perdido o protocolo, compareça ao Multipat com um documento de identificação original e seu resultado será entregue a você.

RESULTADOS DE EXAMES ON-LINE

Se você desejar que o seu laudo seja encaminhado via internet, solicite a uma de nossas secretárias, no momento da entrega do material, que um cadastro seja realizado e uma senha gerada. Assim, quando o exame ficar pronto, estará disponível no site (www.multipat.com.br). Caso o seu exame tenha sido encaminhado diretamente da clínica (consultório médico, clínica de ultrassonografia, hospital, etc.), o laudo será encaminhado diretamente para o consultório do médico solicitante. Caso a necessidade de receber o resultado de seu exame on-line surja depois de o exame ter sido realizado, entre em contato conosco por telefone e/ou e-mail. Você deverá confirmar os dados pessoais que temos em nosso cadastro eletrônico, e nos apontar um e-mail. Assim encaminharemos o protocolo para consulta remota no site do Multipat. Estas medidas são necessárias por zelarmos pela sua segurança.

COMO ENVIAR EXAME DE IMUNOFLUORESCÊNCIA PARA RIM

- Solicitamos que haja o agendamento prévio com nossa secretaria, uma vez que o material terá que ser processado imediatamente. Juntamente com a amostra, solicita-se o envio de um relatório médico onde constem: história clínica, exame físico, exames laboratoriais pertinentes e hipótese diagnóstica. Solicitamos também o envio de telefone/email de contato do médico solicitante.
- O fragmento destinado ao exame de imunufluorescência deve vir a fresco (sem líquido fixador, como formalina ou álcool), em gaze embebida com soro fisiológico (NÃO SUBMERGIR O FRAGMENTO NO SORO), em frasco tipo coletor universal acondicionado em caixa de isopor com gelo. Normalmente, acompanham fragmentos que serão destinados à microscopia óptica comum - tais fragmentos poderão vir em formalina.
- O material deverá ser entregue pelo paciente/familiar ou um preposto no laboratório. Como se trata de exame que necessita processamento imediato, não há como o laboratório providenciar o transporte do mesmo.
- O laboratório Multipat atende a diversos convênios médicos, sendo que estamos credenciados por parte deles para realização deste exame. Para mais detalhes de quais convênios atendemos, de como o paciente deve solicitar a autorização junto aos mesmos ou quanto aos valores particulares (biópsia de microscopia óptica comum com ou sem imunofluorescência) favor entrar em contato com nossa secretaria por um de nossos canais de atendimento.
- O laboratório Multipat não realiza o exame ultraestrutural por microscopia eletrônica nem, tampouco, tem convênio com laboratórios privados ou públicos para realização do mesmo.
Horário de atendimento:
Segunda à sexta-feira das 08:00 às 17:00 horas
Sábados das 08:00 às 12:00 horas

Praça Mauá, 58 Jardim Guanabara
Campinas - SP - CEP 13020-220
Telefones: (19) 3236-0111/ 3236-3044/ 3232-6185

E-Mail: multipat@uol.com.br
Criação de Sites Profissionais – em Campinas, São Paulo - SP